(65)4042-1055 |atendimento@caofeliz.com
Português France Italian English Spanish

Brincadeiras divertidas para fazer com seu cão

Brincadeiras divertidas para fazer com seu cão


O cão é conhecido como melhor amigo do homem pelo seu companheirismo. Sobretudo, é preciso que o tutor também seja amigo do seu pet, uma boa forma de demonstrar esse sentimento é brincando e dando a atenção que ele merece. As brincadeiras envolvendo atividades que trabalham o físico e o sistema neurológico são de extrema importância para cães quanto para os humanos. Além de gastar energia e ajudar a aliviar o estresse, a prática de exercícios contribui para a saúde dos cães, incentiva seus senti

O cão é conhecido como melhor amigo do homem pelo seu companheirismo. Sobretudo, é preciso que o tutor também seja amigo do seu pet, uma boa forma de demonstrar esse sentimento é brincando e dando a atenção que ele merece. As brincadeiras envolvendo atividades que trabalham o físico e o sistema neurológico são de extrema importância para cães quanto para os humanos. Além de gastar energia e ajudar a aliviar o estresse, a prática de exercícios contribui para a saúde dos cães, incentiva seus sentidos e os deixa mais calmos.

Os cães são animais bastante sociáveis e precisam gastar energia com atividades e passeios, caso contrário passam a ficar deprimidos e com problemas de ansiedade. É provável que a ideia do cão de diversão inclua fuçar o lixo, roer os móveis e outros tipos de bagunça, então é importante pensar em meios que divirtam o seu melhor amigo canino.

Naturalmente ter uma rotina de brincadeiras com o cachorro é positivo, ela poderá aumentar o laço entre você e o cãozinho. É muito importante que o tutor converse com o veterinário sobre as condições de saúde do seu querido pet. Assim evitará que o cachorro participe de atividades que não sejam adequadas ao seu perfil e saúde. 

 

 

Como fazer brincadeiras divertidas para cães?

1. Caminhadas e corridas: A prática de caminhadas e exercícios de corrida são uma ótima opção. 

Leve seu cão para passeios em locais como praças, parques e ruas tranquilas. Se ele for um cão mais agitado, faça pequenos trechos do passeio correndo ao lado dele, estimulando que ele acompanhe seu ritmo.

É sempre bom lembrar que o tutor sempre use uma coleira/guia em seu pet.  Em dias quentes faça a prática de exercícios somente em horários de temperatura mais baixas, como pela manhã e após o pôr do sol.

2. Atirar a bola: É basicamente, o ato de atirar uma bolinha para longe e fazer com que ele corra até ela, busque-a e traga de volta. Essa brincadeira tem influência nos instintos do pet e aproxima você. tutor, à ele, uma vez que ele traz a bola de volta para que você a arremesse novamente.

A bolinha deve ser de tamanho médio, já que encaixa melhor na boca. A bola pode ser substituída por outros objetos como, gravetos, garrafas pet e caso o cão frequente um espaço amplo, como um parque, também existe a possibilidade de arremessar um frisbee para ele buscar.

3. Pula-pula: Pegue algum objeto que o cachorro goste e mantenha ele em uma altura em que ele só alcance se pular. No momento em que ele se aproximar um pouco, levante mais alto o objeto para dificultar a brincadeira. Caso ele consiga alcançá-lo, dê a ele uma recompensa como um petisco.

 

4. Cabo de guerra: Escolha uma corda a seu critério e puxe, incentive que o cão puxe a outra ponta. Entretanto, é relevante que não faça muita força nessa brincadeira com cães pequenos, já que os dentes são mais frágeis e podem quebrar.

De vez em quando, deixe-o vencer. Eventualmente, após você soltar a corda, ele irá ficar mordendo ela por um tempo. Apesar da maioria das pessoas achar que somente cães de porte grande curtem cabo de guerra, os pequenos também adoram.

5. Natação: Essa é uma atividade que trás bastante benefício a eles, conseguem ter um melhor controle da respiração e do sobrepeso, além de ajudar a melhorar sua resistência.

6. Agility: O cachorro deve percorrer um circuito de obstáculos no menor tempo possível. Essa é uma atividade precisa ser realizada  em dupla, pois os tutores acompanham e incentivam o cão durante toda a brincadeira. Essa é uma ótima opção para treinar as habilidades e a agilidade do animal. 

7. Esconder brinquedos: Essa é uma das brincadeiras mais inteligentes para os cães, pois trabalha diversas áreas no cérebro do cachorro e o estimula a se ocupar exercitando.

Para isso, esconda-os em lugares medianos em níveis de dificuldade, mas que estejam ao alcance do animal. Lembre-se de esconder mais de um brinquedo, assim as chances de ele encontrar algum deles é maior.

8. Adestramento: Essa não se trata somente de  rolar, deitar, levantar, mas sim de comportamentos que você pode ensinar, ao mesmo tempo em que está brincando com ele. Não se esqueça que é de grande importância que nesse momento o tutor mantenha o respeito e o amor, quanto mais próximo você estiver dele mais ele ficará apegado a você.

 

 

Quanto tempo por dia devo brincar com meu cachorro?

As brincadeiras entre a família e o filhote serão boas para o relacionamento entre ambos. Elas também são muito vantajosas para o desenvolvimento cognitivo do animal. É de muita consideração que o tutor sempre possa supervisionar estas brincadeiras e não encha o filhote com este tipo de atividades, para que ele não fique tão cansado, o ideal é não exceder 30 minutos.

Recomenda-se considerar também que nessas atividades com os pets, os filhotes moldam seu caráter e aprendem comportamentos que vão refletir em seu estágio adulto. Com isso, é necessário estar atento e informado de que nem todos as brincadeiras são iguais, nem incentivam o comportamento para um futuro cão saudável e comportado.