(65)4042-1055 |atendimento@caofeliz.com
Português France Italian English Spanish

Conhecendo o husky siberiano

Conhecendo o husky siberiano


Origem
De primeira pode parecer intimidador, mas o husky siberiano é amigável, sociável e gentil, além de tudo um cão muito trabalhador. Muitos o conhecem como o cão de trenós, essa raça foi criada com a companhia de outros humanos e animais para transportar carga e pessoas e ter uma convivência pacífica com todos. O resultado da forma como ele foi criado levou a uma forte resistência física e também em um temperamento agradável. O husky siberiano teve seu desenvolvimento na Rússia pela tribo indígena Chukchi, eram usados para caçar e só depois começariam a puxar trenós.




Esse lindo animal originário no nordeste da Ásia, com uma espessa camada de pele e pelo, conseguindo manter-se aquecido em climas onde as temperaturas são baixas. Suas características o tornam adequado para viver em climas amenos.

Personalidade
Criado para viver de forma pacífica com outros animais e pessoas o husky é amigável, extrovertido e ama brincar, atlético, aventureiro, cheio de charme e energia. Ele também pode não gostar muito de ficar sozinho.
Com crianças costumam ser sociáveis, amam estar em família podendo socializar até com estranhos. Por outro lado, seu adorável e dócil jeito o tornam inadequados cães de guarda. Essa raça não costuma latir muito e são bem silenciosos, eles têm mais costume em uivar devido ao local onde foram criados. 

Esse pet é bastante energético e vive melhor em espaços abertos e uma área adequada para que possam correr e brincar. Sem realizar suas atividades essa raça pode se tornar ansiosa, destrutiva e até agressiva. Portanto, deixá-lo sem atenção pode o transformar em um subversivo.

Cuidados
• Requer espaço;
• Escovação do pelo;
• Os banhos devem ser feitos uma vez ao mês (mais que isso apenas se for realmente necessário) e sua pelagem completamente seca para que não ocorra o risco de fungos.

Alimentação
Mesmo sendo capaz de manter-se em um peso saudável ingerindo bem menos comida que outras raças, o husky siberiano deve ter uma dieta com base em proteínas de qualidade para que ele não fique com excesso de peso e se torne obeso.

Saúde
As principais doenças no husky siberiano são:

• Doenças nos olhos: é muito comum essa raça ter um olho de cada cor (heterocromia), o que o deixa muito suscetível as doenças oculares como o glaucoma. O glaucoma canino é o acúmulo de líquidos levando ao aumento progressivo da pressão. Essa pressão provoca uma degeneração do nervo óptico e da retina, o que causa a perda parcial da visão. O diagnóstico é dado por um médico veterinário.

• Deficiência de zinco: essa doença pode causar uma doença chamada de Dermatose Responsiva ao Zinco, que causa lesão na pele. Essas lesões incluem a perda pelo, crostas espessas por todo o corpo, o pet pode perder o apetite e o peso por conta da doença. Essa deficiência é genética e o organismo não consegue absorver o mineral que deveria, zinco é fundamental para o desenvolvimento de mais de 200 enzimas envolvidas no metabolismo do animal.
Seu diagnóstico é dado por um veterinário e ele passará o melhor tratamento para o pet.

• Displasia do quadril: é o desenvolvimento anormal da cabeça do fêmur e do quadril. Um problema muito comum em animais de grande porte ou de raças médias. As articulações não se formam corretamente e a parte do côncavo que aloja a cabeça do fêmur não a cobre totalmente. Isso pode causar dores e dificuldade ao se locomover. Essa doença ocorre principalmente por fatores de obesidade, atividade física excessiva e crescimento rápido do cão. O diagnóstico é dado por um exame radiográfico e o tratamento é realizado por fisioterapia.
É um cachorro que precisa de muita caminhada, exercícios e corridas devido ao seu porte físico. O ideal para ele é sessenta minutos de atividades diárias, com caminhadas com cerca de 3 km por dia.

Como adestrar?
• Deve ser treinado desde seus primeiros meses para que possa aprender a cumprir ordens. O recomendável que comece a partir dos 3-4 meses, caso contrário eles mesmos passarão a criar comportamentos e hábitos difíceis de lidar
• Se mostrar firme com pedidos claros e precisos, eles não entendem a linguagem humana então palavras curtas como: “senta”, “vem” e “aqui” são de mais fácil entendimento para eles.
• O uso da guia é necessária porque ajudará você a manter o husky em controle por serem autênticos exploradores.
• São teimosos por natureza, seu dono nunca deve voltar atrás de uma ordem já executada.
• Os elogios são de grande importância assim como os petiscos, esse conjunto servirá como energia o suficiente para que ele cumpra as ordens. Caso ele não cumpra toda a tarefa que lhe é passada tenha calma e muito amor para continuar o treinamento.
• Consistência e sobretudo paciência, são o que levará você e seu husky siberiano a uma relação boa e cheia de saúde. Eles são caçadores e apreciadores da liberdade, portanto para domestica-lo será necessária muita 
pacificidade, persistência, respeito e carinho.

Porém, para um treinamento mais eficaz com o seu pet é aconselhável a procura por profissionais.

Curiosidades:
• Expectativa de vida: 15 anos
• Média de altura: 60 cm
• Média de peso: 28 kg
• Nível de fofura: altíssimo
• Cores da raça: branca; branca com preto; mescla das cores marrom e branco; preto; preto e cinza.
• Soldado: tiveram uma notável participação durante a Segunda Guerra Mundial trabalhando como salvadores.
• Auxiliou milhares de pessoas durante o surto de difteria em 1925 no Alasca.
• São ótimos caçadores.
• Resistência: controlam bem seu próprio organismo mesmo com a pouca ingestão de carboidratos.