(65)4042-1055 |atendimento@caofeliz.com
Português France Italian English Spanish

Porque cães comem cocô? - Entenda os motivos

Porque cães comem cocô? - Entenda os motivos


Cães possuem vários hábitos e manias, porém, uma mania que além de ser um pouco nojenta pode ser um sinal de algumas doenças é o hábito de ingerir fezes, esse hábito possui o nome de coprofagia, ao ver seu cão comer fezes não ignore pode ser que seja um problema sério.

Cães possuem vários hábitos e manias, porém, uma mania que além de ser um pouco nojenta pode ser um sinal de algumas doenças é o hábito de ingerir fezes, esse hábito possui o nome de coprofagia, ao ver seu cão comer fezes não ignore pode ser que seja um problema sério.

 

 

O que pode acontecer se um cão ingerir fezes?


Esse hábito pode levar seu cão a ter giardíase, verminose, insuficiência pancreática exócrina, enteropatia inflamatória, parasitismo intestinal, hipertireoidismo, diabetes, hiperadrenocorticismo, deficiência nutricional, anemia por deficiência de ferro, doenças neurológicas, etc. Se ele ingere as fezes de outros cães o perigo ainda é maior, fique sempre atento!

Apesar de ser um problema recorrente entre os cães, não é saudável e pode trazer sérios problemas. A ingestão das fezes pode estar ligada a uma deficiência de nutrientes ou má digestão. Além das doenças, seu cão pode estar fazendo isso por razões comportamentais como medo ou para chamar atenção. Uma das causas que envolvem o comportamento é o estresse e ansiedade. O cão que não passeia, mora em local apertado, acaba ficando entediado e pode começar a brincar com suas fezes e a brincadeira causar a ingestão das mesmas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Algo comum é o cão fazer suas necessidades fora do local adequado e ser repreendido de forma errônea, ao invés de tentar o ensinar o lugar correto o tutor o pune ou grita. Ao fazer isso o cão cria medo de aborrecer o dono novamente e pode começar a ingerir as fezes para evitar possíveis broncas.

Saiba como evitar que seu pet coma cocô:

A primeira coisa que você deve fazer ao notar tal comportamento é o levar a um veterinário de confiança, caso os exames se mostrem bons e que está tudo certo com seu pet. Também, é aconselhável que você procure um bom adestrador para lhe ajudar com esse problema.

Evite deixar o alimento e água do cão próximo ao local em que ele faz suas necessidades fisiológicas.

A limpeza do local é algo de extrema importância, não somente para evitar a coprofagia. O ambiente limpo evita que seu cão queira ingerir as fezes.

Quando se detecta deficiência de nutrientes é bem possível que o veterinário recomende uma mudança de dieta, assim ele poderá reter melhor os nutrientes.

Estabeleça horários certos para você alimentar seu cão. Não deixe ração a vontade no pote. Quando falamos em disciplinar os cães, isso envolve criar uma rotina para ele, o que inclui ter as horas certas para se alimentar. Isso vai ajudá-lo a prever melhor o momento que seu cão pode estar com vontade de fazer as necessidades. E isso vai facilitar o trabalho de educar ele a fazer as necessidades em um local apropriado. 

Recentemente, fizemos uma Live em nosso perfil do Instagram, falando apenas sobre coprofagia, junto com um médico veterinário, especialista no ramo. Então, não deixe de acessar nosso perfil @caofelizonline. Aproveita e já segue a gente, para receber dicas valiosas que vão elevar a relação com seu cão. 

Esperamos que a matéria tenha lhe ajudado. Lembre-se sempre que os cães precisam de amor e carinho, eles não fazem as coisas por mal, seja paciente.